quarta-feira, 14 de setembro de 2016

O começo De Tudo...

Depois que minha irmã nasceu eu virei a pessoa mais feliz do mundo, ta ok minha família nesse época passou por uma grande dificuldade, mas já estávamos nos reerguendo e agora finalmente com mais um membro na minha família... No final de 2014 eu acabei me ´´apaixonando`` por um carinha e a gente ficou e tudo mais até que eu descobri que ele era uma babaca e que eu merecia coisa muito melhor... Como disse no texto anterior, a tristeza, a raiva, a humilhação, isso tudo me perseguia e depois que descobri tudo dobre esse menino, virei um poço sem fundo... Mas dai tudo passou e as aulas de 2015 começaram e eu obviamente comecei a gostar e um outro carinha o que justo foi quem me fez quase perder a vida...
Bom basicamente nós sentávamos um ao lado do outro, já nos conhecíamos porque já havia estudado com ele... Mas algo estava diferente, e era justo esse algo que nele me atraia... Quando esse menino descobriu que eu estava gostando dele, ele simplesmente me ignorou e fingiu como se eu não existisse, e eu novamente em uma imensa caixa de vidro, me fechei e sofri ainda mais... O tempo passou e a idiotice de ser ignorada também, viramos grandes amigos e tudo estava saindo conforme eu pensava, mesmo ele namorando e ficando com outras meninas, eu ainda sim gostava dele, e me sentia bem do seu lado... Até que um certo dia eu acabei sendo humilhada por um colega de classe e me trancando mais uma vez em uma caixinha de vidro, chorando, com raiva e rancor e querendo somente que tudo aquilo acabasse, mas não acabava, nesse dia eu me fiz de forte e resolvi que não iria me rebaixar a esse nível, sequei as lagrimas, repeti para mim mesmo ´´Você é mais forte do que pensa e será mais feliz do que imagina`` e voltei para sala de aula, o lugar de onde eu nunca deveria ter saído...
Acho que um ou dois meses depois, uma menina da minha sala resolveu perguntar para o menino que eu gostava se ele queria ficar comigo ou sei lá pelo menos me dar alguma chance, e ele simplesmente resolveu me ignorar novamente e dizer que mesmo sendo amigos, nós NUNCA teríamos nada, e foi ai que tudo mudou...
Quando finalmente caiu a minha ficha de que eu e ele jamais teríamos algo, eu comecei a sentir uma dor no peito terrível, algo que eu nunca viera sentido antes, eu simplesmente precisava sentir essa dor mas de outra forma, e foi ai que resolvi me cortar, não somente isso mas comecei a achar que o meu corpo não era suficiente para atrair alguém e ao invés de me cuidar e de manter um corpo saudável, eu comecei a querer vomitar absolutamente tudo o que eu comia...
E para piorar, nesse meio tempo meu avô ficou muito doente e no dia 27 de outubro, ou seja, 10 dias depois do meu aniversário, ele faleceu... Foi como uma facada no peito, era uma dor que não acabava mais... Como aquele senhor que me ensinou tanta coisa, que me deu a vontade e a alegria de viver, como eu iria viver sem ele? Como eu iria ser feliz sem ele?...
Quando isso aconteceu a tristeza começou a me controlar, E a raiva, o ódio, o sofrimento, tomou conta de mim e foi ai que por um milésimo de segundo eu peguei uma faca e...

                                                      Escrito Por: Gabriela Eduarda...
                                                                      Obrigado!

Nenhum comentário: